Descobrindo Natal: A cidade de Christmas e do Trampolim da Vitória

Estou num táxi do Aeroporto Internacional Augusto Severo em Natal. Acabo de pousar depois de um voo de 45 minutos de Recife para Natal. Esta não foi minha primeira viagem a Natal. Já havia feito uma viagem de carro de 4 horas, mas esta foi a primeira vez que notei a enorme árvore de Natal, com mais de 100 metros de altura, que fica na entrada da cidade. Por um segundo, tive que consultar minha agenda na memória. Para uma garota de Minnesota, que é acostumada a ter quatro estações distintas, frequentemente perco a noção do tempo no Nordeste do Brasil, a terra do verão eterno, e tenho que pensar em que mês estou. Mas, se não é dezembro, por que a decoração de Natal ainda está montada? Mas é claro, é Christmas todos os meses em Natal. Natal é a cidade de Christmas.

Vista da Pousada Manary (Foto: Heidi Arola)

Vista da Pousada Manary (Foto: Heidi Arola)

Natal é meu feriado favorito e esta cidade tem muitos presentes para oferecer. Estou me sentindo tão sortuda por ter sido escolhida para adotar “Christmas” como minha cidade no programa Rota 66. É um lindo, quente e ensolarado dia em Natal. Descobri que isso é assim quase o ano inteiro! Minha primeira parada é Ponta Negra. Uma das minhas cidades litorâneas preferidas no Brasil. Eu amo a pousada Manary, que não por acaso pertence ao Roteiro de Charme e também tem um restaurante excelente que é parte da Associação de Restaurantes da Boa Lembrança. Da minha varanda na pousada, tenho uma vista fantástica do Morro do Careca e posso ver os surfistas e kitesurfistas fazendo manobras nas ondas. Lembro-me de ter visto um episódio do Caldeirão do Huck uma vez que eles entrevistaram um surfista de areia que disse que constumava descer o Morro do Careca. Sei que agora existem regras rígidas sobre o surfe na areia para evitar a erosão e proteger o meio ambiente. Continue a ler

Postado em Natal, Rio Grande do Norte, Brazil.

Macapá entra na “Rota 66” da Embaixada dos Estados Unidos

Projeto pretende desbravar 66 cidades brasileiras para dinamizar as relações internacionais com os americanos.

Artigo publicado por Maiara Pires
em 29/08/2012 no jornal A Gazeta

Aamir Alavi / assessor da Embaixada dos EUA, esteve por três dias em Macapá (AP) para estreitar os laços com os amapaenses (Foto: Jonas Albuquerque / a Gazeta)

Aamir Alavi / assessor da Embaixada dos EUA, esteve por três dias em Macapá (AP) para estreitar os laços com os amapaenses (Foto: Jonas Albuquerque / a Gazeta)

A cidade de Macapá (AP) entrou na rota “mais famosa” dos Estados Unidos da América (EUA). Trata-se do projeto “Rota 66” da Embaixada Americana. Semelhante ao que ocorreu no início da era do automóvel, quando a estrada que liga a cidade de Chicago a Los Angeles, ajudou a abastecer os portos dos EUA com tropas e equipamentos abrindo rotas mais rápidas para a expansão do comércio e negócios, os americanos agora querem desbravar 66 cidades do Brasil descobrindo as semelhanças entre os dois países e, assim, compartilhar este conhecimento a fim de estabelecer uma relação mais dinâmica com os brasileiros.

Continue a ler

Postado em Macapá, Amapá, Brazil.

E aí, adivinhou?

Adivinhem onde fica esse palácio? Damos uma dica: é uma cidade do nosso programa Rota 66 e ela será visitada pelos nossos diplomatas. O que mais tem de bom para fazer nessa cidade?

 O que mais tem de bom para fazer nessa cidade?

Em que cidade brasileira do nosso programa Rota 66 esse palácio está? Esse é o Palácio Araguaia; ele é a sede do governo do estado de Tocantins e está localizado na cidade de Palmas. É o principal cartão postal da cidade e se encontra na Praça dos Girassóis.

Você já esteve em Palmas? O que os nossos diplomatas não podem deixar de fazer quando visitarem essa cidade?

 

 

Você conhece o Brasil?

Image

Adivinhem onde fica esse palácio? Damos uma dica: é uma cidade do nosso programa Rota 66 e ela será visitada pelos nossos diplomatas. O que mais tem de bom para fazer nessa cidade?

Adivinhem onde fica esse palácio? Damos uma dica: é uma cidade do nosso programa Rota 66 e ela será visitada pelos nossos diplomatas. O que mais tem de bom para fazer nessa cidade? Clique no balãozinho e deixe seu comentário.

Blumenau – Um pedaço da Alemanha

por Gustavo Machado Campestrini,
participante do programa English Immersion 2012

A cidade de Blumenau. (Foto: Marleo Martins, Prefeitura de Blumenau)

A cidade de Blumenau. (Foto: Marleo Martins, Prefeitura de Blumenau)

Conhecida como Alemanha tropical, a cidade de Blumenau, em Santa Catarina, se destaca por aliar como nenhuma outra as tradições germânicas ao mundo contemporâneo.

Em qualquer época do ano, a arquitetura típica da cidade ajuda a criar um clima europeu único e propicia uma imersão ainda maior aos inúmeros festivais locais. A alegria dos habitantes é sempre contagiante, e faz com que qualquer um se sinta bem-vindo.

Continue a ler

Postado em Blumenau, Santa Catarina, Brazil.

Poesia em Fortaleza

Eu sempre quis ser uma escritora. Talvez essa ideia venha desde quando minha professora de inglês na universidade quis que eu mudasse o meu curso de música para  inglês. De qualquer forma, fiquei muito feliz quando me foi dada a oportunidade de viajar com os escritores do Programa Internacional de Redação (International Writing Program – IWP), patrocinado pela Universidade de Iowa e pelo Departamento de Estado (ECA). Os escritores falaram com mais de mil pessoas em sete dias, em três cidades — Fortaleza, Brasília e São Paulo — conectando-se em vários níveis com o público brasileiro de todas as idades e origens. Essa experiência foi um bom exemplo do que eu chamo de “diplomacia dos escritores.” Vou escrever aqui sobre nossas experiências em Fortaleza,  de 16 a 20 de maio.

Os escritores na Universidade Federal do Ceará (Foto: Embaixada dos EUA, Brasilia)

Os escritores na Universidade Federal do Ceará (Foto: Embaixada dos EUA, Brasilia)

Em nosso primeiro dia em Fortaleza, acompanhei os escritores à Universidade Federal do Ceará. Sua apresentação foi uma experiência incrível.  Logo os coordenadores de Lingua Inglesa, o professor Paulo Andrade e a professora Vladia reuniram quase 200 alunos de língua Inglesa — e eles estavam totalmente envolvidos nas apresentações dos escritores e fizeram excelentes perguntas. A apresentação começou com o autor e diretor do IWP Chris Merrill, seguido dos autores Alan Heathcock e Alison Deming. Heidi Arola, chefe da seção de Imprensa, Educação e Cultura do Consulado Geral dos EUA no Recife, abriu o programa falando brevemente sobre os serviços consulares  e a educação nos EUA. Continue a ler

Postado em Fortaleza, Ceara, Brazil.

O olhar brasileiro de Manaus

por Airê Queiroz dos Santos
Participante do programa English Immersion 2012

Eu me sinto único em viver em uma das cidades que fazem parte da Rota 66 –BR.

O Teatro Amazonas, em Manaus. (Foto: Divulgação)

O Teatro Amazonas, em Manaus. (Foto: Divulgação)

Manaus: o que falar desta grande cidade, desta grande Capital? Tanto no sentido capitalista quanto no seu potencial Turístico. Sendo uma das principais cidades do estado do Amazonas, ou a principal em si, pois como exemplo podemos falar sobre a sua grande miscigenação, que consiste na mistura de raças, povos de diferentes etnias. Localizada no extremo norte do País, sua grande diversidade de capital e variações turísticas, tem como crescimento principal do estado e de grande potencial socioeconômico, o que leva a migração de outras pessoas de outros estados, para a nossa capital. Continue a ler

Postado em Manaus, Amazonas, Brazil.

Amapá e um pequeno pedaço da América

A torre enferrujada da base aérea americana no Amapá. (Foto: John Matel)

A torre enferrujada da base aérea americana no Amapá. (Foto: John Matel)

Um dos senadores do estado do Amapá tinha convidado a gente para visitar o local de uma base aérea americana da 2ª Guerra Mundial; então nós fomos. Segundo as pessoas locais, nós fomos os primeiros americanos a visitar a base oficialmente desde que a desocupamos depois da 2ª Guerra. Não restou muito além de uma torre enferrujada, que eles usam para amarrar balões, alguns edifícios decadentes e restos da pista. Mas a visita com certeza valeu a pena, até porque o senador ficou bem contente e parece ter agradado a população local. O prefeito também nos acompanhou na visita, assim como várias outras pessoas. Continue a ler

Postado em Macapá, Amapá, Brazil.