Cônsul Usha Pitts Visita Mossoró

Postado por Usha Pitts
Cônsul, Consulado dos EUA no Recife

Na primeira visita oficial a Mossoró feita por uma diplomata do governo americano, pelo menos em nossa memória recente, fui recebida com gentileza e entusiamo pela população com grandes aspirações desta pequena cidade. Como cônsul do consulado dos Estados Unidos no Recife, eu começei nossa viagem da Rota 66 com uma visita a Mossoró, a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte.

Ruth Ciarlini (Vice-prefeita), Rosalba Ciarlini (Governadpra), Usha Pitts (Cônsul dos EUA), Fafá Rosado (Prefeita), em Mossoró (Foto: Consulado dos EUA/Recife).

Mossoró, que fica a sete horas de carro do Recife-PE, é uma cidade de 260 mil habitantes com um clima semelhante a qualquer outra cidade do interior do Nordeste: seca, quente e isolada das úmidas capitais do litoral.  Mas Mossoró guarda um lugar na história do Brasil como a primeira cidade a abolir a escravidão em 1883 (cinco anos antes do restante do país) e primeira a conceder às mulheres o direito de votar, em 1928.

O envolvimento das mulheres na política continua em Mossoró até hoje. A prefeita atual, Maria de Fátima Rosado Nogueira (conhecida como Fafá Rosado), foi indicada pela predecessora Rosalba Ciarlini (ambas mulheres), que também atuou como prefeita antes de se tornar governadora do Rio Grande do Norte. As duas candidatas majoritárias para a Prefeitura de Mossoró nestas eleições também foram mulheres.

Palácio da Resistência (Foto: Consulado dos EUA/Recife).

A prefeita Rosado e a governadora Ciarlini me receberam, juntamente com meu estagiário, no Palácio da Resistência, sede da Prefeitura de Mossoró. Este prédio histórico foi o site duma batalha famosa onde cidadãos lutaram contra as forças do cangaceiro Lampião, em 1927. A batalha terminou e, até hoje, as paredes da igreja ao lado mostram buracos de bala da disputa. Dois capitães de Lampião foram capturados e executados no local, um momento histórico que marcou a diminuição da força de Lampião.

Minha visita para a ensolarada Mossoró foi (felizmente) mais tranquila que aqueles dias de batalhas nas fronteiras. Falamos do rápido crescimento econômico no Nordestee e as contribuições do estado do Rio Grande do Norte para a continuidade do mesmo. Um equipe de TV local registrou o evento.

Na minha reunião, eu descobri que o Rio Grande do Norte tem muito a oferecer ao mundo em  agricultura, minério, turismo e petróleo. O Banco Mundial apoia projetos para o desenvolvimento nas áreas de segurança e agricultura. O estado também tem novo crescimento em energia eólica e solar. A Copa do Mundo de 2014 (com jogos na capital Natal) ajudará a colocar o Rio Grande do Norte no mapa.
Durante minha visita, também descobri mais sobre impressionantes novas oportunidades em energia no Nordeste do Brasil. Recentemente, o petróleo foi descoberto perto da costa do Ceará – mais de 2 mil quilômetros de distância das reservas do Rio de Janeiro, que desencadeou um frenesi na região. No Norte, as águas ainda são inexploradas, mas a proximidade da região da África Oeste (outra região cheia de petróleo) indica um grande potencial na produção de petróleo offshore. Os estados brasileiros com a maior probabilidade de se beneficiar desse boom ficam na região Nordeste e fazem parte do distrito consular do consulado dos EUA no Recife.

No escritório da prefeita. Da esqueda para a direita: Jerônimo Noguchi de Góis Rosado (Controlador Geral), Dr. Leonardo da Vinci Lima Nogueira (Marido da Prefeita), Fafá Rosado (Prefeita), Usha Pitts (Cônsul dos EUA), Rosalba Ciarlini (Governadora), Ruth Ciarlini (Vice Prefeito), Nathan Falk (Estagiário do Departamento de Estado) (Foto: Consulado dos EUA/Recife).

Aparentemente, Mossoró é conhecida como “a cidade do sal e do petróleo” e tem desenvolvido infra-estrutura e serviços de apoio para suas indústrias onshore de petróleo e sal. O Rio Grande do Norte tem produzido petróleo onshore por mais de meio século e continuamente produz em média 100 mil barris por dia. 97% da suas operações são dirigidas pela gigante brasileira do petóleo Petrobras. A empresa americana de serviços Halliburton tem estado presente em Mossoró por 25 anos, pronta para fornecer serviços a futuras descobertas do petróleo offshore. Sua infra-estrutura on shore e serviços de apoio fazem a cidade bem preparada para capitalizar uma indústria off-shore no futuro.

Depois de um dia de visitas e reuniões, meu estagiário e eu voltamos ao capital do estado, Natal, passando por uma paisagem seca (quase lunar) e pelo lindo litoral do Nordeste do Brasil. Uma região que, devido sua beleza, certamente irá atrair muitos americanos no futuro.

+2
0
  

3 thoughts on “Cônsul Usha Pitts Visita Mossoró

  1. Ficamos felizes em ter uma Consul tão simpática e envolvida com nossa cultura e história do povo Nordestino. Recife tem o privilegio Consul Usha Pitts de ter-la em nossa cidade. Seu carisma e simpatia contagia o nosso povo.
    God bless you.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>