Explorando São Luiz: um patrimônio histórico da UNESCO comemorando 400 anos

Postado por Amy Reichert
Diplomata do Consulado dos EUA no Recife

Em minha primeira viagem a São Luis do Maranhão tive a felicidade de estar acompanhada do ministro conselheiro da Embaixada (DCM) para o Brasil, Todd Chapman, assim como de nossa cônsul em Recife, Usha Pitts. O DCM viajou a São Luis e também para Belém do Pará para conhecer as oportunidades de cooperação na área e eu consegui organizar minha viagem para coincidir com a dele.

O Guaraná Jesus, bebida típica do Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

O Guaraná Jesus, bebida típica do Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

São Luis é uma cidade única, graças às influências francesa, holandesa e portuguesa.  A única cidade no Brasil fundada pelos franceses combina hoje, de forma equilibrada, uma arquitetura moderna e um centro histórico bem preservado . A cidade ainda se orgulha em dizer que é lá onde se fala o português mais puro do país, sem esquecer que é o único lugar no Brasil onde você pode comprar o “Guaraná Jesus”, um refrigerante rosa-choque com sabor de chiclete. Com tantas características singulares, eu tinha certeza de que me apaixonaria por São Luis.

Salão do Palácio do Governo em São Luis, no Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

Salão do Palácio do Governo em São Luis, no Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

Em nosso primeiro dia, após um prazeroso almoço com vista para o litoral de São Luis junto com nossos anfitriões da Secretaria Estadual de Cultura do Maranhão, o nosso primeiro compromisso foi uma reunião com o chefe da Casa Civil do Estado do Maranhão. A reunião foi conduzida no belíssimo Palácio do Governo, também conhecido como Palácio dos Leões, no centro histórico da cidade. Depois, fomos levados a um tour pela estonteante construção.  A história do palácio começa 400 anos atrás quando os franceses, os primeiros colonizadores de São Luiz, construiram um forte para proteger a cidade. Os holandeses e, mais tarde, os portugueses expulsaram os franceses e construíram a residência do governador, que evoluiu para o que é atualmente o palácio. Até hoje, o palácio, em exuberante estilo europeu, com uma coleção de arte e móveis da época, é residência do governador do Maranhão.

Um passeio pela rua nos levou ao nosso próximo compromisso no gabinete do prefeito, no Palácio La Ravardiére, que tem uma história tão longa quanto a do Palácio dos Leões. Que privilégio ter tido, mais uma vez, acesso a estes símbolos históricos do Maranhão!

Azulejos de São Luis do Maranhão. (Foto: cortesia)

Azulejos de São Luis do Maranhão. (Foto: cortesia)

Começamos nosso segundo dia em São Luis bem cedo, com uma entrevista do DCM para o ‘Bom Dia Maranhão’. Depois fomos nos despedir de nossos colegas de Brasília, que continuavam sua viagem para Belém. Usha e eu, porém, ficamos um pouco mais em São Luis e aproveitamos o tempo que tinhamos entre as reuniões para explorar o centro da cidade.

Uma das coisas pelas quais São Luis é muito conhecida é o lindo trabalho com azulejos. Acredita-se que São Luis possui a maior coleção de azulejos portugueses pintados a mão em toda a América Latina, e vale a pena passer um tempo caminhando pelo centro da cidade para admirar os azulejos azul e branco. De fato, o centro é um local muito agradável para passar a tarde e dar uma olhada no Mercado de artesanato local e comida regional.

Porto de Itaqui, no Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

Porto de Itaqui, no Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

Nossa última parada em São Luis foi o porto de Itaqui. Itaqui está passando, atualmente, por uma grande expansão e desenvolvimento e nós pudemos conhecer os planos futuros para o crescimento da área, as oportunidades de negócios e o impacto do porto na economia da região. Foi um passeio fascinante!

Em suma, foi uma viagem agitada e fizemos muitas coisas em apenas dois dias. Espero voltar no futuro para explorar mais o Maranhão, incluindo os famosos Lençóis e as festas do Bumba-Meu-Boi em junho.

Postado em São Luís, Maranhao, Brazil.

0
0
  

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>