Teresina: calorosa e acolhedora

Postado por Greg Holliday
Adido no Consulado dos EUA no Recife

Karnak, o palácio do governador. (Foto: Greg Holliday)

Karnak, o palácio do governador. (Foto: Greg Holliday)

Teresina, a capital do Piauí, é a única capital do nordeste brasileiro que não fica perto do mar. Por outro lado, a cidade fica no cruzamento de dois rios importantes, o Parnaíba e o Poti. A falta da brisa fresca do mar lhe rendeu o título de cidade mais quente do Brasil, mas o que mais notei foi o calor dos seus cidadãos.

O Piauí, conhecido por sua colaboração agrícola ao Brasil, com a soja, o caju (experimente a cajuína!), derivados de leite e carne, talvez seja conhecido em um futuro próximo por sua população fluente em inglês. O governador Wilson Martins disse para a Adida de Cultura, Educação e Imprensa, Heidi Arola, e para mim que está criando um programa no estado para promover o estudo de línguas estrangeiras. Estudantes de mil escolas públicas receberão bolsas de estudo para aprender inglês e também espanhol e 120 dos melhores alunos terão a chance de estudar no exterior. Esperamos que a maioria deles escolha os Estados Unidos!  Enquanto estava em Teresina, conheci a bela e moderna escola bilíngue Bright Bee, a primeira pré-escola de imersão de inglês da cidade e que logo será também de ensino fundamental. Já, já o inglês será ouvido nos parquinhos de Teresina!

Prefeito Firmino filho entrega a Gregory Holliday um presente feito pelos artesãos locais. (Foto: Greg Holliday)

Prefeito Firmino filho entrega a Gregory Holliday um presente feito pelos artesãos locais. (Foto: Greg Holliday)

O prefeito Firmino Filho me contou sobre sua viagem em fevereiro deste ano à conferência do Banco Mundial em Washington D.C. onde foi convidado a falar sobre os seus projetos de desenvolvimento sustentável. Ele desenvolveu nos subúrbios ao norte de Teresina um projeto de manejo de áreas pantanosas para por em marcha o uso responsável da água para a região em desenvolvimento.  O prefeito também foi reconhecido por seu projeto em uma parte da cidade economicamente desvalorizada onde está elevando os padrões de vida ao usar recursos da cidade para construir creches e escolas fundamentais.

Secretária de comunicação, Claudia Brandão mostra peça de arte local na Casa de Cultura (Foto: Greg Holliday)

Secretária de comunicação, Claudia Brandão mostra peça de arte local na Casa de Cultura (Foto: Greg Holliday)

Eu conheci o patrimônio cultural de Teresina quando fiz um tour pela Casa de Cultura e compras no Centro Artesanal – que é uma bela delegacia reformada para este propósito. Mas, por trás das pinturas coloridas da vida de Teresina há uma história negra. Um dos vendedores do Centro Artesanal levantou um alçapão no chão e me levou por uma escada bem apertada para uma sala sem janelas com rachaduras nas paredes e uma única luz elétrica balançando no teto. Ele disse que era uma câmara de tortura usada durante a ditadura militar e demonstrou onde as pessoas eram algemadas às paredes.

Meninas se encaminham à aula de dança. (Foto: Greg Holliday)

Meninas se encaminham à aula de dança. (Foto: Greg Holliday)

De volta à superfície, a visão de meninas adolescentes em suas roupas de balé andando para suas aulas fez com que os pecados dos tempos passados parecessem bem longe. Já estou ansioso pela minha próxima viagem a Teresina para poder passar mais tempo com seu povo caloroso e acolhedor. Da próxima vez, vou visitar o parque que não pude ver na junção dos dois rios e degustar mais pratos do suculento capote.

 

 

 

Postado em Teresina, Piaui, Brazil.

Onde o sol chega primeiro

(Foto: Consulado dos EUA/Recife)

Na minha primeira visita a João Pessoa, minha cidade da Rota 66, tive a oportunidade de visitar o ponto onde o sol toca primeiro o continente americano: a Ponta do Seixas, na Paraíba. Este ponto mais oriental tem uma longitude de W 34°46’59.9999″ e está a apenas 5962 Kilometros da costa Africana.

Continue a ler

Postado em João Pessoa, Paraiba, Brazil.

Florianópolis e Joinville – Explorando o Sul do país

Postado por Michael Reffett
Adido de Economia – Consulado Geral dos EUA em São Paulo

Centro de Florianópolis visto do Morro da Cruz à noite (Foto: Graziella Bergamin Hertzog)

Centro de Florianópolis visto do Morro da Cruz à noite (Foto: Graziella Bergamin Hertzog)

No final de maio, visitei minhas cidades do programa Rota 66: Florianópolis e Joinville. Minha agenda estava cheia de reuniões interessantes, incluindo uma com o escritório para assuntos estrangeiros do governo de Santa Catarina, em Florianópolis, onde aprendi sobre programas que estimulam empresas estrangeiras a investirem em Santa Catarina, como a iniciativa “Os pólos da inovação”. Esse programa oferece incentivos fiscais e serviços de consultoria para novas empresas ou aquelas já estabelecidas que adotam processos de produção mais eficientes e se expandem para novos mercados. Também me encontrei com o presidente da Associação de Indústria de Florianópolis (ACIF), Doreni Isaias Caramori Jr., que descreveu Floripa como um polo de tecnologia da informação e turismo, destacando que a cidade é o terceiro destino mais popular para turistas estrangeiros. Continue a ler

Postado em Florianopolis, Santa Catarina, Brazil.

Brasília, que lugar fantástico!

Por Isabel Theresa 
Participante do English Immersion Program 2012

Brasília, que lugar fantástico! English Immersion Program, que experiência maravilhosa! Acho que só sendo poeta para conseguir descrever essa sensação indescritível de felicidade, satisfação e saudades mil, que me ocorre quando me lembro de Brasília e da semana inesquecível que passei lá. Sinto-me super valorizada e reconhecida por ter tido a oportunidade de participar desse Programa de Imersão no Inglês (English Immersion Program – EIP), patrocinado pela Embaixada Americana, de ser uma Immersioner2012!

Participantes do EIP em Brasília (Foto: Acervo Isabel)

Pois então, como uma immersioner, possuíamos uma agenda diária lotada de atividades, aulas e palestras na Casa Thomas Jefferson, instituição de referência nacional no ensino de Inglês. No fim das tardes, tínhamos o privilégio de conhecer mais sobre Brasília.

Continue a ler

Blumenau – Um pedaço da Alemanha

por Gustavo Machado Campestrini,
participante do programa English Immersion 2012

A cidade de Blumenau. (Foto: Marleo Martins, Prefeitura de Blumenau)

A cidade de Blumenau. (Foto: Marleo Martins, Prefeitura de Blumenau)

Conhecida como Alemanha tropical, a cidade de Blumenau, em Santa Catarina, se destaca por aliar como nenhuma outra as tradições germânicas ao mundo contemporâneo.

Em qualquer época do ano, a arquitetura típica da cidade ajuda a criar um clima europeu único e propicia uma imersão ainda maior aos inúmeros festivais locais. A alegria dos habitantes é sempre contagiante, e faz com que qualquer um se sinta bem-vindo.

Continue a ler

Postado em Blumenau, Santa Catarina, Brazil.

O olhar brasileiro de Manaus

por Airê Queiroz dos Santos
Participante do programa English Immersion 2012

Eu me sinto único em viver em uma das cidades que fazem parte da Rota 66 –BR.

O Teatro Amazonas, em Manaus. (Foto: Divulgação)

O Teatro Amazonas, em Manaus. (Foto: Divulgação)

Manaus: o que falar desta grande cidade, desta grande Capital? Tanto no sentido capitalista quanto no seu potencial Turístico. Sendo uma das principais cidades do estado do Amazonas, ou a principal em si, pois como exemplo podemos falar sobre a sua grande miscigenação, que consiste na mistura de raças, povos de diferentes etnias. Localizada no extremo norte do País, sua grande diversidade de capital e variações turísticas, tem como crescimento principal do estado e de grande potencial socioeconômico, o que leva a migração de outras pessoas de outros estados, para a nossa capital. Continue a ler

Postado em Manaus, Amazonas, Brazil.

Manaus – no meio da Amazônia e no meio da cidade grande

Parte do “building boom”, a ponte Rio Negro liga Manaus a Iranduba. A ponte é impressionante mas se você perguntar aos manauraras eles vão dizer: “Sim! A ponte é muito legal mas é superfaturada!” (foto: Ivan Villela)

Parte do “building boom”, a ponte Rio Negro liga Manaus a Iranduba. A ponte é impressionante mas se você perguntar aos manauraras eles vão dizer: “Sim! A ponte é muito legal mas é superfaturada!” (foto: Ivan Villela)

Eu tive o prazer de visitar Manaus há algumas semanas. Eu fiz parte da equipe que trabalhou no programa English Immersion (EIP), patrocinado pela Embaixada dos EUA em Brasília e organizado pelo Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos (ICBEU). Os 21 participantes do EIP eram de lugares diferentes do norte do Brasil e estavam muito felizes de compartilhar histórias sobre a terra natal deles e como eles as comparam com Manaus. Muitas das conversas que tive com eles sobre a vida de universitário, música e comida brasileiras, e as dificuldades de aprender um outro idioma vou levar comigo por muito tempo. Eu me lembro que os surpreendi quando disse que meu cantor brasileiro favorito era o Zeca Pagodinho…Não sei porque, mas ele é muito bom!

Continue a ler

Postado em Manaus, Amazonas, Brazil.

Que tal começar por Brasília?

Vitrais da catedral de Brasília. (Foto: Ramona Sandoval)

Oi, seja bem-vindo ao novo blog Rota 66! Apesar do programa ter sido lançado no dia 4 de julho, dia da Independência dos EUA, nossos diplomatas já começaram a botar o pé nas estradas do Brasil. Aqui você vai encontrar informações sobre essa nova iniciativa e viajar com a gente enquanto exploramos as cidades brasileiras, inclusive as menos conhecidas!

Continue a ler

Postado em Brasilia, Distrito Federal, Brazil.