Teresina: calorosa e acolhedora

Postado por Greg Holliday
Adido no Consulado dos EUA no Recife

Karnak, o palácio do governador. (Foto: Greg Holliday)

Karnak, o palácio do governador. (Foto: Greg Holliday)

Teresina, a capital do Piauí, é a única capital do nordeste brasileiro que não fica perto do mar. Por outro lado, a cidade fica no cruzamento de dois rios importantes, o Parnaíba e o Poti. A falta da brisa fresca do mar lhe rendeu o título de cidade mais quente do Brasil, mas o que mais notei foi o calor dos seus cidadãos.

O Piauí, conhecido por sua colaboração agrícola ao Brasil, com a soja, o caju (experimente a cajuína!), derivados de leite e carne, talvez seja conhecido em um futuro próximo por sua população fluente em inglês. O governador Wilson Martins disse para a Adida de Cultura, Educação e Imprensa, Heidi Arola, e para mim que está criando um programa no estado para promover o estudo de línguas estrangeiras. Estudantes de mil escolas públicas receberão bolsas de estudo para aprender inglês e também espanhol e 120 dos melhores alunos terão a chance de estudar no exterior. Esperamos que a maioria deles escolha os Estados Unidos!  Enquanto estava em Teresina, conheci a bela e moderna escola bilíngue Bright Bee, a primeira pré-escola de imersão de inglês da cidade e que logo será também de ensino fundamental. Já, já o inglês será ouvido nos parquinhos de Teresina!

Prefeito Firmino filho entrega a Gregory Holliday um presente feito pelos artesãos locais. (Foto: Greg Holliday)

Prefeito Firmino filho entrega a Gregory Holliday um presente feito pelos artesãos locais. (Foto: Greg Holliday)

O prefeito Firmino Filho me contou sobre sua viagem em fevereiro deste ano à conferência do Banco Mundial em Washington D.C. onde foi convidado a falar sobre os seus projetos de desenvolvimento sustentável. Ele desenvolveu nos subúrbios ao norte de Teresina um projeto de manejo de áreas pantanosas para por em marcha o uso responsável da água para a região em desenvolvimento.  O prefeito também foi reconhecido por seu projeto em uma parte da cidade economicamente desvalorizada onde está elevando os padrões de vida ao usar recursos da cidade para construir creches e escolas fundamentais.

Secretária de comunicação, Claudia Brandão mostra peça de arte local na Casa de Cultura (Foto: Greg Holliday)

Secretária de comunicação, Claudia Brandão mostra peça de arte local na Casa de Cultura (Foto: Greg Holliday)

Eu conheci o patrimônio cultural de Teresina quando fiz um tour pela Casa de Cultura e compras no Centro Artesanal – que é uma bela delegacia reformada para este propósito. Mas, por trás das pinturas coloridas da vida de Teresina há uma história negra. Um dos vendedores do Centro Artesanal levantou um alçapão no chão e me levou por uma escada bem apertada para uma sala sem janelas com rachaduras nas paredes e uma única luz elétrica balançando no teto. Ele disse que era uma câmara de tortura usada durante a ditadura militar e demonstrou onde as pessoas eram algemadas às paredes.

Meninas se encaminham à aula de dança. (Foto: Greg Holliday)

Meninas se encaminham à aula de dança. (Foto: Greg Holliday)

De volta à superfície, a visão de meninas adolescentes em suas roupas de balé andando para suas aulas fez com que os pecados dos tempos passados parecessem bem longe. Já estou ansioso pela minha próxima viagem a Teresina para poder passar mais tempo com seu povo caloroso e acolhedor. Da próxima vez, vou visitar o parque que não pude ver na junção dos dois rios e degustar mais pratos do suculento capote.

 

 

 

Postado em Teresina, Piaui, Brazil.

Boa Vista – Minha Cidade da Rota 66

Postado por Carol Brey-Cassiano,
Adida de Documentação e Pesquisa no IRC em Brasília

Visa da cidade (Foto: Carol Brey-Cassiano).

Visa da cidade (Foto: Carol Brey-Cassiano).

Cheguei no Aeroporto de Boa Vista às 12h30 no domingo, 9 de dezembro, 2012 — e no primeiro momento, fiquei impressionada com o terreno, que era mais plano e menos tropical do que eu esperava. Era tudo muito verde, mas a terra era muito vermelha e havia apenas alguns morros pequenos na periferia da cidade. Boa Vista é a única cidade grande do Brasil localizada ao norte da linha do equador, então cheguei durante o período mais quente e seco – de setembro a abril, com temperaturas médias em torno de 35-40 graus Celsius.

Continue a ler

Postado em Boa Vista, Roraima, Brazil.

Explorando São Luiz: um patrimônio histórico da UNESCO comemorando 400 anos

Postado por Amy Reichert
Diplomata do Consulado dos EUA no Recife

Em minha primeira viagem a São Luis do Maranhão tive a felicidade de estar acompanhada do ministro conselheiro da Embaixada (DCM) para o Brasil, Todd Chapman, assim como de nossa cônsul em Recife, Usha Pitts. O DCM viajou a São Luis e também para Belém do Pará para conhecer as oportunidades de cooperação na área e eu consegui organizar minha viagem para coincidir com a dele.

O Guaraná Jesus, bebida típica do Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

O Guaraná Jesus, bebida típica do Maranhão. (Foto: Amy Reichert)

São Luis é uma cidade única, graças às influências francesa, holandesa e portuguesa.  A única cidade no Brasil fundada pelos franceses combina hoje, de forma equilibrada, uma arquitetura moderna e um centro histórico bem preservado . A cidade ainda se orgulha em dizer que é lá onde se fala o português mais puro do país, sem esquecer que é o único lugar no Brasil onde você pode comprar o “Guaraná Jesus”, um refrigerante rosa-choque com sabor de chiclete. Com tantas características singulares, eu tinha certeza de que me apaixonaria por São Luis. Continue a ler

Postado em São Luís, Maranhao, Brazil.

Os encontros de Manaus

O encontro das águas do Rio Negro com o Rio Solimões. (Foto: Sophie Theis)

O encontro das águas do Rio Negro com o Rio Solimões. (Foto: Sophie Theis)

Manaus é feita de encontros. A cidade de dois milhões de pessoas é localizada na intersecção do turvo Rio Solimões e do transparente Rio Negro, que correm ao lado um do outro até que se misturam relutantemente quase uns 10 km depois. Mergulhando a mão nas águas agitadas dos dois rios rendeu outra surpresa: qual deles você acha que tem a água mais fria? O cremoso Solimões é, na verdade, alguns graus mais frio que o Negro.

Continue a ler

Postado em Manaus, Amazonas, Brazil.